FMI alerta para riscos elevados na economia espanhola

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013 14:21 BRST
 

MADRI, 4 Fev (Reuters) - Os riscos para a economia da Espanha e seu setor financeiro permanecem elevados, alertou o Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta segunda-feira, embora tenha acrescentado que grandes progressos foram feitos até agora na implementação de reformas do setor financeiro.

A Espanha deve manter esse impulso com a conclusão de todas as reformas em curso, disse o FMI em um comunicado depois de uma visita trimestral a Madri para monitorar o setor financeiro do país.

O FMI auxilia a Comissão Europeia e o Banco Central Europeu na análise do programa de assistência financeira para a Espanha, atuando como um monitor independente.

A Espanha recebeu 40 bilhões de euros em recursos europeus para ajudar seus bancos em dificuldades no ano passado, e as autoridades europeias agora supervisionam se as condições associadas à ajuda estão sendo cumpridas.

O FMI recomendou que a Espanha elabore cronogramas específicos para a execução de propostas recentes do Banco da Espanha, banco central do país, para fortalecer a maneira como supervisiona os credores.

O Fundo elogiou os progressos realizados na criação de um chamado "banco podre", conhecido como Sareb, para abrigar os ativos podres de bancos espanhóis que receberam ajuda. Mas o FMI acrescentou que finalizar o plano de negócios atualizado para o Sareb deve ser tratado como prioridade para enfrentar os desafios restantes.

(Reportagem de Sarah White)