Emprego na construção civil cresce 3% no país em 2012

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 11:14 BRST
 

SÃO PAULO, 5 Fev (Reuters) - O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 3,02 por cento em 2012 sobre o ano anterior, com a criação de 95,7 mil vagas, informou nesta terça-feira o sindicato que representa o setor no Estado de São Paulo, SindusCon-SP, em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O número de empregos gerados no ano passado foi 6 por cento maior que o registrado em 2011, sendo que a criação de postos de trabalho na área de infraestrutura aumentou em 7,7 por cento, enquanto no segmento imobiliário subiu 3 por cento.

No Estado de São Paulo isoladamente, houve alta de 1,93 por cento no nível de emprego em 2012, com a contratação de 15,7 mil trabalhadores.

Se considerado apenas o último mês do ano, o nível de emprego no setor caiu 3,02 por cento ante novembro, com o fechamento de 101,7 mil vagas no país, retração superior à vista um ano antes, quando foram fechadas 83,9 mil vagas.

Segundo o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, o fechamento de postos de trabalho em nível maior que o verificado sazonalmente em finais de ano reforça a necessidade de adoção de medidas para a recuperação dos investimentos.

"Certamente a desoneração dos encargos previdenciários que o governo promoverá na construção a partir de abril deverá contribuir, mas ela precisa ser mais bem articulada para que todas as construtoras sejam beneficiadas, independentemente do tamanho da folha de pagamentos da empresa", disse ele, em nota.

A construção civil no Brasil empregava no final de dezembro 3,270 milhões de trabalhadores com carteira assinada.

(Por Vivian Pereira)