Herbalife contesta reportagem sobre problemas judiciais

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 15:23 BRST
 

Por Martinne Geller e Bartz Diane

NOVA YORK/WASHINGTON, 5 Fev (Reuters) - A Herbalife contestou na segunda-feira uma reportagem de um jornal que afirmava que a empresa de produtos para perda de peso enfrenta novos problemas judiciais, dizendo que a matéria tinha "informações enganosas e imprecisas".

A reportagem do New York Post levou as ações da companhia a uma queda de até 12 por cento na Bolsa de Valores de Nova York na manhã de segunda-feira. Os papéis se recuperaram e fecharam o dia em alta de 1,3 por cento.

A matéria do jornal dizia que a Herbalife seria alvo de uma investigação e uma ação judicial pendente, citando documentos obtidos da Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC, na sigla em inglês). Os documentos, que continuam reclamações de consumidores sobre a Herbalife, foram revisados posteriormente pela Reuters.

Uma fonte próxima à FTC disse que a carta de apresentação da agência junto aos documentos, que fazia referência a uma possível ação legal contra a Herbalife e foi enfatizada pela reportagem do jornal, tinha linguagem clichê inadequada. A fonte disse ainda que a FTC iria mudar o texto na carta.

A Herbalife está exigindo uma retratação do New York Post, disse a empresa em comunicado.

"Fora o diálogo voluntário com os reguladores, que comunicamos em janeiro, não temos conhecimento de qualquer outro interesse de reguladores e ou investigação", acrescentou a Herbalife.

(Reportagem de Martinne Geller, em Nova York e Diane Bartz, em Washington)