Ações europeias têm mínimas em 2 meses por tensões políticas

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 14:53 BRST
 

LONDRES, 6 Fev (Reuters) - As ações europeias desabaram para mínimas em dois meses nesta quarta-feira, com investidores realizando lucros, assustados por uma série de balanços corporativos fracos e sinais de crescentes tensões políticas na zona do euro.

O índice FTSEurofirst 300 fechou com baixa 0,2 por cento, a 1.152 pontos. O índice de blue chips da zona do euro EuroSTOXX 50 caiu 1,1 por cento para 2.621 pontos, seu pior nível no fechamento desde o início de dezembro, recuando ainda mais do pico de um ano e meio de 2.754 pontos atingido na última semana.

França e Alemanha deram sinais de desacordo sobre a taxa de câmbio do euro, cuja força recente ameaça resultados corporativos e a nascente recuperação econômica na região.

A França disse que citaria as preocupações sobre o euro numa reunião de ministros das Finanças na próxima segunda-feira, mas expectativas de qualquer ação resfriaram após o porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, afirmar que a divisa não está supervalorizada.

O aparente desentendimento incentivou ainda mais temores sobre a estabilidade na zona do euro, intensificando a incerteza sobre o resultado das iminentes eleições italianas e um escândalo de corrupção na Espanha, levando alguns investidores a realizar lucros após um rali de 25 por cento nas blue chips da zona do euro desde junho.

"É provavelmente um bom momento para realizar lucros", disse o estrategista-chefe de ações europeias do S&P Capital IQ, Robert Quinn. "Estamos testemunhando um período de consolidação no curto prazo e a maior parte dos riscos visíveis parece estar no começo do ano".

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,20 por cento, a 6.295 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,09 por cento, para 7.581 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,40 por cento, para 3.642 pontos.   Continuação...