Lucro da Visa sobe 30%; autoriza recompra de US$1,75 bi em ações

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 20:16 BRST
 

6 Fev (Reuters) - O lucro da Visa no primeiro trimestre fiscal subiu 30 por cento, e a maior empresa mundial de cartões de débito e crédito autorizou um novo programa de recompra de ações de 1,75 bilhão de dólares.

Com isso, o montante total envolvido em programas de recompra da Visa passa a ser de cerca de 2,9 bilhões de dólares.

O lucro da empresa subiu para 1,3 bilhão de dólares, ou 1,93 dólar por ação Classe A, contra 1,0 bilhão de dólares, ou 1,49 dólar por ação Classe A, no ano anterior.

A receita operacional total cresceu 12 por cento para 2,8 bilhões de dólares.

O lucro ajustado foi de 1,82 dólar por ação. Analistas em média esperavam lucro de 1,79 dólar por ação e receita de 2,82 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

O volume de pagamentos registrou alta de 9 por cento para 1,1 trilhão de dólares, enquanto a quantidade de transações processadas avançou 4 por cento.

"A Visa mais uma vez entregou um forte trimestre de receita e lucro impulsionada pelo sucesso ao longo de nossa franquia global", disse o presidente-executivo, Charlie Scharf, em comunicado.

Scharf, um ex-chefe da divisão de serviços financeiros de varejo do JPMorgan Chase, assumiu como presidente-executivo em novembro.

A companhia disse esperar crescimento de pouco mais de 10 por cento na receita líquida anual e aumento de até 20 por cento no lucro ajustado por ação classe A em 2013.

A Visa projeta uma margem operacional anual de cerca de 60 por cento.

(Reportagem de Jochelle Mendonça)