Alcatel anuncia saída de presidente após prejuízo de US$1,85 bi

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 17:10 BRST
 

PARIS, 7 Fev (Reuters) - A Alcatel-Lucent anunciou nesta quinta-feira a saída de seu presidente-executivo, depois que a fabricante de equipamentos para telecomunicações sofreu um prejuízo anual de 1,37 bilhão de euros (1,85 bilhão de dólares), atingida por menores vendas na Europa e na China e por encargos.

O presidente-executivo, Ben Verwaayen, vai deixar o cargo assim que o grupo encontrar um sucessor, afirmou a empresa em comunicado.

Desde que ingressou no grupo, em 2008, Verwaayen não conseguiu entregar sua promessa de retornar o grupo "ao normal", com fluxo de caixa estável e lucro. A companhia foi formada após uma fusão em 2006.

Mesmo depois de reduzir seu portfólio de produtos e promover várias rodadas de cortes de empregos, o grupo continua pressionado por seu relativo tamanho menor e custos proporcionais mais altos que os apresentados por Ericsson, Huawei e Nokia-Siemens Networks.

No ano passado, as vendas caíram para 14,45 bilhões de euros, queda de 5,7 por cento sobre 2011, quando a Alcatel-Lucent conseguiu seu primeiro lucro anual desde a fusão.

Verwaayen afirmou em teleconferência que uma retomada nos investimentos de operadoras chinesas de telecomunicações e contínuo crescimento dos Estados Unidos vão levar a maiores vendas de equipamentos neste ano.

(Por Leila Abboud)