Índices dos EUA recuam por temores renovados sobre o euro

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013 19:53 BRST
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 7 Fev (Reuters) - As ações norte-americanas fecharam em baixa nesta quinta-feira, retraindo-se de avanços recentes, sob o peso de declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE) sobre o euro e perspectivas para a Europa.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 0,3 por cento, para 13.944 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,18 por cento, para 1.509 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,11 por cento, para 3.165 pontos.

O euro se desvalorizou frente ao dólar e ao iene, desencadeando uma maior aversão a ativos mais arriscados como ações, após o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmar que a taxa de câmbio é importante para o crescimento e a estabilidade de preços.

Investidores tomaram as declarações como um sinal de que a autoridade monetária está preocupada com o avanço do euro e os seus efeitos sobre a economia da região.

Ações atreladas ao crescimento econômico estiveram entre os papéis de desempenho mais fraco entre os listados no S&P 500: o índice de matérias-primas, por exemplo, recuou 0,6 por cento, enquanto o índice energético caiu 0,5 por cento.

Ações do ramo imobiliário também se desvalorizaram, com o índice do setor perdendo 1,4 por cento.

Apesar do declínio nesta quinta-feira e da fraqueza vista mais cedo na semana, o mercado acionário tem registrado tendência positiva de forma quase ininterrupta na maior parte do ano, com o S&P 500 acumulando alta de 5,8 por cento até agora em 2013.

"Dada a movimentação do mercado em janeiro, acreditamos que é um sinal saudável ver um pouco de recuo e consolidação", avaliou o diretor de pesquisa do Hodges Capital Management em Dallas, Eric Marshall.   Continuação...