Ibovespa sobe 0,2% na sessão, mas tem pior semana desde novembro

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013 18:31 BRST
 

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 8 Fev (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa encerrou a sexta-feira em leve alta, mas amargou o pior desempenho semanal em quase três meses, diante de crescentes preocupações com a economia doméstica.

O Ibovespa subiu 0,21 por cento, a 58.497 pontos, num pregão instável --o índice oscilou entre alta de 0,5 por cento e queda de 0,6 por cento na sessão. O giro financeiro do pregão foi de 7,3 bilhões de reais.

Com isso, o referencial brasileiro de ações registrou queda de 3,1 por cento na semana, no pior desempenho para um período de cinco dias desde meados de novembro de 2012, mantendo-se nas mínimas de dois meses.

O movimento foi na contramão dos principais mercados globais --um exemplo é o norte-americano S&P 500, que caminhava para sua sexta semana consecutiva de alta, nas máximas de mais de cinco anos.

"A Bovespa não tem acompanhado o desempenho externo por questões domésticas, por notícias corporativas e preocupações sobre a macroeconomia", disse o economista Silvio Campos Neto, da Tendências Consultoria em São Paulo.

No início da semana, fracos resultados das petrolíferas Petrobras e OGX pesaram no mercado. Já nas últimas sessões, ganharam corpo incertezas sobre os rumos do câmbio e juros no Brasil, em meio ao forte avanço da inflação.

Nesta semana, o mercado repercutiu a notícia de que a inflação de janeiro, medida pelo IPCA, teve a maior alta em quase oito anos. Nesta sexta-feira, o câmbio teve um dia nervoso, após o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ter afirmado à Reuters que o governo não deixaria o dólar ceder a 1,85 real.

"Existe uma percepção de que o Brasil está com um desarranjo macroeconômico e isso afeta as perspectivas para as companhias", disse Campos Neto. "O investidor deseja um cenário mais estável para investir."   Continuação...