ING cortará mais 2,4 mil na Europa após lucro abaixo do previsto

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 08:00 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - O grupo holandês ING cortará mais 2,4 mil postos de trabalho na Holanda e Bélgica, enquanto se prepara para separar as atividades de banco e seguros diante da difícil situação dos mercados financeiros.

A mais recente rodada de cortes no grupo acontece após anúncio semelhante feito em novembro e eleva o total de demissões nos últimos 15 meses para 7.500, ou cerca de 9 por cento do quadro de funcionários do ING no fim de dezembro.

O ING divulgou nesta quarta-feira lucro líquido de 1,434 bilhão de euros (1,93 bilhão de dólares) relativo ao quarto trimestre, alta de 21 por cento ante o mesmo período do ano anterior graças a ganhos com desinvestimentos.

Mas o lucro antes de impostos das operações bancárias foi de 184 milhões de euros, queda anual de 72 por cento, enquanto o segmento de seguros se recuperou de um prejuízo de 1,51 bilhão de euros com um lucro antes de impostos de 272 milhões de euros.

Analistas previam em pesquisa da Reuters um lucro líquido de 1,587 bilhão de euros para o grupo e lucro de 290 milhões e 265 milhões para as unidades de banco e seguro, respectivamente.