Esforço de última hora mantém refinaria da Rio Tinto na Austrália

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 08:03 BRST
 

SYDNEY, 13 Fev (Reuters) - A Rio Tinto informou que manterá aberta a refinaria de alumínio Gove, na Austrália, após um esforço estatal de última hora para encontrar uma fonte de energia mais barata, mas alertou que "passos importantes" ainda são necessários para garantir o futuro da instalação.

O destino da refinaria marcou a primeira decisão radical enfrentada pelo novo presidente-executivo da Rio Tinto, Sam Walsh, ao passo que unidades com desempenho abaixo do previsto passam por uma avaliação minuciosa após a mineradora divulgar 14 bilhões de dólares em baixas contábeis no mês passado.

A Pacific Aluminium, subsidiária da empresa, alertou em janeiro que, caso não fosse capaz de operar a refinaria Gove, com capacidade para 2,5 milhões de toneladas por ano, a gás natural, a produção seria suspensa.

A refinaria, que emprega cerca de 1.400 funcionários, opera a diesel, que é bastante caro, dadas as grandes perdas decorrentes do fraco mercado de alumínio.

(Por James Regan)