ANÁLISE-Alta da gasolina é mais um problema para consumidor dos EUA

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013 15:06 BRST
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON, 13 Fev (Reuters) - Os crescentes preços da gasolina estão apertando ainda mais as finanças dos consumidores norte-americanos, já pressionados por maiores impostos que devem restringir o crescimento econômico do país no primeiro trimestre.

Os preços nas bombas subiram 30 centavos de dólar desde o início deste ano, atingindo uma média de 3,68 dólares por galão na semana até segunda-feira, segundo dados da Agência Internacional de Energia (AIE).

A alta vem em um momento no qual as famílias ainda estão se acostumando com salários menores após o fim de uma desoneração de impostos em 1o de janeiro, sem falar do aumento de impostos para os norte-americanos mais ricos.

Os menores preços da gasolina ajudaram a elevar os gastos dos consumidores no quarto trimestre, mas agora representam um desafio para o crescimento.

"A regra geral é que qualquer centavo de aumento nas bombas corta cerca de 1,2 bilhão de dólares dos gastos de consumo não energéticos", disse Jacob Oubina, economista sênior da RBC Capital Markets em Nova York.

Isso significa que o aumento de 30 centavos de dólar nos preços da gasolina equivalem a cerca de 35 bilhões de dólares, ou aproximadamente 0,4 por cento dos gastos dos consumidores em geral em uma base anualizada, acrescentou.

Oubina disse que o aumento nos gastos dos consumidores, em conjunto com os impostos mais altos e atrasos nos recebimentos de restituições de impostos, possivelmente reduzirão o crescimento em aproximadamente 1,5 ponto percentual no primeiro trimestre --os gastos dos consumidores representam cerca de 70 por cento da atividade econômica dos EUA.

Os preços norte-americanos da gasolina ficam normalmente mais baixos nesta época do ano, mas os custos globais do petróleo subiram por conta de uma demanda mais forte que o esperado na China e cortes no fornecimento da Arábia Saudita.   Continuação...

 
Homem enche galão com gasolina em um posto no bairro de Queens, em Nova York. Os crescentes preços da gasolina estão apertando ainda mais as finanças dos consumidores norte-americanos, já pressionados por maiores impostos que devem restringir o crescimento econômico do país no primeiro trimestre. 08/02/2013 REUTERS/Shannon Stapleton