Mercado testa BC e dólar fecha a R$1,95 pela 1ª vez no ano

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 18:10 BRST
 

Por Natália Cacioli e Bruno Federowski

SÃO PAULO, 14 Fev (Reuters) - O dólar encerrou em queda ante o real nesta quinta-feira, descolando-se dos mercados internacionais, com o mercado especulando que o Banco Central poderá permitir cotações abaixo de 1,95 real para ajudar no combate à inflação.

Desde o início do mês, o dólar já recuou 1,6 por cento, mas pela primeira vez no ano fechou no patamar de 1,95 real nesta sessão. Segundo analistas, tal movimento aumenta as chances de intervenção do BC nas próximas sessões, principalmente se a moeda mostrar oscilações exageradas.

O dólar fechou em queda de 0,31 por cento, a 1,9584 real na venda, ainda no menor nível de fechamento desde 11 de maio de 2012, quando encerrou a 1,9560 real. Segundo dados da BM&F, o volume negociado ficou em torno de 3 bilhões de dólares.

"O mercado pode estar acreditando que haverá mais entrada de fluxo, o que me permitiria trabalhar um pouco abaixo de 1,95 real", afirmou o vice-presidente de Tesouraria do Banco WestLB do Brasil, Ures Folchini.

Mais cedo, o dólar atingiu 1,9710 real na máxima, refletindo uma maior aversão ao risco no exterior após dados fracos sobre a economia da zona do euro.

Preocupações com inflação e declarações à Reuters do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que o governo não permitirá um dólar a 1,85 real fez o mercado puxar a moeda para 1,95 real na semana passada.

Em resposta ao movimento especulativo, o BC surpreendeu o mercado e interveio com um leilão de swap cambial reverso na mesma sessão, equivalente a uma compra de dólares no mercado futuro.

Operadores interpretaram que a autoridade monetária estaria defendendo um novo piso de 1,95 real, mas analistas destacam que o BC também visa segurar a volatilidade do mercado com tais ações.   Continuação...