Brasil eleva exportação de carne suína com demanda russa

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 15:06 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Fev (Reuters) - O volume de exportações de carne suína do Brasil cresceu 5,08 por cento em janeiro em relação ao mesmo período de 2012, somando 40,1 mil toneladas, tendo a Rússia como principal destino no mês, informou associação da indústria nesta quinta-feira.

A receita no mês aumentou 7,42 por cento, para 104,64 milhões de dólares, informou a Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs).

Segundo Abipecs, o preço médio subiu 2,2 por cento, para 2.608 dólares por tonelada.

O crescimento das vendas em volume e receita para Rússia, Ucrânia e Uruguai sustentou os bons resultados do setor no período.

A Rússia, principal destino com uma fatia de 29 por cento das vendas totais, recebeu 11.940 toneladas, um crescimento de 454 por cento ante janeiro de 2012 (2.154 t).

As vendas para o mercado russo permaneceram fracas no ano passado, ainda sob reflexo do embargo parcial iniciado em junho de 2011, que vetava as compras de carnes dos Estados de Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul.

Mas a Rússia manteve as compras de carnes de outros Estados. Em novembro passado, o Ministério da Agricultura do Brasil anunciou a suspensão do embargo parcial, mas Moscou ainda mantém algumas restrições para a retomada das compras dos três Estados.

O faturamento com as vendas para o mercado russo em janeiro cresceu 459 por cento, passando para 34,96 milhões de dólares.

As vendas brasileiras para o mercado russo retomaram força ao longo do segundo semestre do ano passado, depois que o governo russo habilitou mais quatro frigoríficos: um em Goiás, dois em Minas Gerais e um Santa Catarina.   Continuação...