Petroleiros rejeitam greve para tentar acordo melhor com Petrobras

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013 22:07 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 15 Fev (Reuters) - A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos rejeitaram uma greve de cinco dias contra a Petrobras, mas não aceitaram a recente oferta da estatal de participação nos lucros na esperança de obter um acordo melhor, afirmou uma porta-voz sindical nesta sexta-feira.

Os líderes da FUP planejavam convocar uma greve contra a Petrobras a partir da meia-noite de 20 de fevereiro até a meia-noite de 24 de fevereiro.

Em 28 de janeiro, os trabalhadores fizeram uma greve de 24 horas depois que a federação e seus sindicatos rejeitaram uma proposta de participação nos lucros de 2012.

O lucro da Petrobras em 2012 de 21,18 bilhões de reais foi 36 por cento menor que em 2011 e o pior resultado anual da estatal em oito anos.

A empresa utilizou a mesma fórmula usada em 2011 para calcular a sua oferta original sobre a distribuição dos lucros em 2012, mas a Petrobras disse à Reuters nesta sexta-feira por e-mail que melhorou a última oferta, rejeitada novamente pelos trabalhadores na noite desta sexta-feira.

Uma porta-voz da FUP disse que o sindicato espera chegar a um melhor acordo com a Petrobras sobre a participação nos lucros em uma reunião entre os líderes trabalhistas e a empresa marcada para 7 de março.

(Reportagem de Jeb Blount, no Rio de Janeiro, e de Reese Ewing, em São Paulo)