Governo britânico joga água fria em possível venda do RBS

sábado, 16 de fevereiro de 2013 13:22 BRST
 

LONDRES, 16 Fev (Reuters) - O ministro de Finanças da Grã-Bretanha George Osborne desmentiu neste sábado reportagens de jornais de que o governo estava planejando vender sua participação no banco estatal Royal Bank of Scotland até 2015, dizendo que tais discussões são prematuras.

O governo inglês detém 82 por cento do RBS após um socorro financeiro de 45 bilhões de libras (70 bilhões de dólares), quando o banco entrou em colapso em 2008.

Jornais reportaram neste sábado que Osborne e ministros do Tesouro estavam planejando vender ações ao público com desconto ou mesmo se desfazer da posição majoritária antes das eleições parlamentares de 2015.

Mas falando em Moscou durante encontro dos ministros de finanças do G20, Osborne jogou água fria nos rumores, ao dizer que tais opções não seriam consideradas até que as ações recuperem o preço que o governo pagou por elas.

"Temos que levar o Royal Bank of Scotland para o nível em que estava quando os contribuintes pagaram, então podemos ter uma grande discussão nacional sobre o que fazer com as ações e como devolvê-lo ao setor privado."

As ações do RBS fecharam na véspera cotadas 3,44 libras cada (5,32 dólares), bem abaixo do nível médio de 5 libras em que estavam quando o banco foi resgatado pelo governo.