Carlsberg tem lucro abaixo da previsão, ações despencam

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013 08:57 BRT
 

COPENHAGUE (Reuters) - A cervejaria dinamarquesa Carlsberg abandonou meta de margem de lucro para o Leste Europeu, citando mercados voláteis e maiores custos, num anúncio que minou esperanças de que região poderia compensar a demanda fraca na Europa Ocidental.

As ações da quarta maior produtora de cerveja do mundo caíam mais de 7 por cento depois que a empresa informou que o crescimento parou no importante mercado russo e que as medidas de melhora de custos e eficiência nas operações ocidentais na Europa vão conter o crescimento do lucro neste ano.

A Carlsberg, cujas marcas incluem Baltika e Tuborg, teve crescimento nas vendas na Rússia nulo no quarto trimestre. O desempenho foi melhor que a retração de 2 a 3 por cento do mercado em geral, mas representou uma piora ante a expansão de cerca de 2 por cento vista no terceiro trimestre.

"Vários eventos, dentro e fora de nosso controle, impactaram e continuarão a impactar as margens", afirmou a cervejaria, retirando a meta de margem de lucro operacional para o Leste Europeu, de 26 a 29 por cento até 2015. O grupo teve uma margem operacional para a região de 21,7 por cento em 2011.

A companhia prevê um lucro operacional neste ano de cerca de 10 bilhões de coroas dinamarquesas (1,79 bilhão de dólares), ante 9,8 bilhões em 2012. Pesquisa da Reuters com analistas apontava em média 11 bilhões.

O lucro operacional do quarto trimestre antes de itens extraordinários foi de 2,15 bilhões de coroas, abaixo da previsão de analistas de 2,3 bilhões.

O Leste Europeu respondeu por 4,6 bilhões de coroas, ou cerca de 29 por cento, das vendas no quarto trimestre, enquanto a Europa Ocidental ficou com 9,2 bilhões de coroas, ou 61 por cento.