BCE tem que garantir fim oportuno de medidas, diz membro do BC alemão

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013 08:57 BRT
 

FRANKFURT, 18 Fev (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) deve garantir que suas medidas para combater a crise não distorçam os mercados financeiros e alimentem novas crises, disse o membro do Bundesbank, o banco central alemão, Andreas Dombret, nesta segunda-feira.

"Ao lidar com a crise da dívida soberana, o Bundesbank continuará a defender o estabelecimento dos incentivos corretos", disse Dombret no texto de um discurso a ser dado em um evento do Bundesbank em Hamburgo.

"Para a política monetária, isso significa que nós não devemos perder de vista uma saída das medidas extraordinárias e fazer isso quando a oportunidade chegar".

Ao longo da crise financeira, o BCE ofereceu aos bancos quantidades ilimitadas de financiamento do banco central, como por exemplo ao conceder empréstimos longos de três anos, além de comprar dívidas do governo e do setor privado.

O Bundesbank se opõe veementemente aos programas de compra de títulos governamentais em particular, dizendo que eles afetaram a linha entre política monetária e financiamento governamental.

Dombret também afirmou que as tensões dos mercados financeiros diminuíram significativamente desde o verão passado.

(Reportagem de Sakari Suoninen)