Sindicatos iniciam greve de cinco dias na Iberia

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013 08:56 BRT
 

MADRI (Reuters) - As primeiras horas da greve dos sindicatos contra a reestruturação da Iberia transcorriam sem incidentes nesta segunda-feira, após a companhia aérea espanhola ter realocado 86 por cento dos passageiros afetados.

"Às 8h30 (hora local), já tinham saído 38 dos 135 voos da Iberia previstos para hoje, já descontados os cancelados pela greve", afirmou a transportadora.

Os sindicatos iniciaram à meia-noite uma greve de cinco dias que obrigou a companhia cancelar 415 voos entre segunda e sexta-feira.

A greve, em protesto contra demissões de cerca de 3,8 mil funcionários da Iberia, afetaram também a Iberia Express, a Vueling e a Air Nostrum, que opera voos de curta duração para a Iberia.

No total, serão mais de 1,2 mil voos cancelados durante os cinco dias de greve na Espanha.

Nas primeiras horas, não havia filas no Terminal 4, núcleo da Iberia e suas sócias no aeroporto de Madri.

Em março, os sindicatos querem endurecer os protestos e convocaram outros dez dias de paradas que terão a adesão de pilotos da Iberia. Esta é a maior greve que a Iberia enfrenta em seus mais de 85 anos.

A companhia, que em 2011 formou a International Airlines Group com a British Airways, teve prejuízo de 262 milhões de euros nos nove primeiros meses de 2012.