Ibovespa encerra negócios em queda, pressionado por OGX

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 18:46 BRT
 

Por Danielle Assalve

SÃO PAULO, 19 Fev (Reuters) - O principal índice acionário da Bovespa encerrou os negócios desta terça-feira no vermelho, na contramão dos mercados externos, pressionado pelo tombo da petrolífera OGX.

Após esboçar recuperação nas primeiras horas de negociação, o Ibovespa inverteu o sinal à tarde e terminou o dia em queda de 0,52 por cento, a 57.314 pontos.

O giro financeiro do pregão foi de 6,96 bilhões de reais, abaixo da média diária do ano, de 7,45 bilhões de reais.

OGX e LLX, ambas controladas por Eike Batista, lideraram as perdas do Ibovespa nesta sessão.

A petrolífera OGX caiu 4,8 por cento, a 3,15 reais, no menor patamar de fechamento desde 21 de novembro de 2008. Na mínima, o papel chegou a ser cotado a 3,11 reais.

"A impressão é que tem gente grande saindo do papel a qualquer preço", disse o especialista em renda variável Rogério Oliveira, da Icap Brasil. "O mercado vê o papel com péssimos olhos. Não tem resultado, é só problema."

O especialista lembrou que os últimos dados de produção de petróleo divulgados pela companhia no início desde mês decepcionaram o mercado.

O papel da empresa de logística LLX caiu 4,5 por cento, a 1,93 real. Segundo nota publicada pelo site da revista Veja, a companhia anunciará a troca de seu diretor comercial. Procurada pela Reuters, a LLX não havia se posicionado até o momento.   Continuação...