Grupos dos EUA apontam protecionismo em tarifa da UE para etanol

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013 20:20 BRT
 

WASHINGTON, 19 Fev (Reuters) - Dois grupos de biocombustíveis afirmaram nesta terça-feira que a decisão da União Europeia de impor uma tarifa antidumping para o etanol dos Estados Unidos é uma medida protecionista.

Eles disseram ainda que irão desafiar a medida "de todas as maneiras".

Uma tarifa de 9,5 por cento para as importações de etanol dos EUA foi aprovada na segunda-feira pelo Conselho da União Europeia. As importações estão avaliadas em mais de 930 milhões de dólares por ano.

"Isso é um ostensivo protecionismo...", disseram duas associações de combustíveis, a Renewable Fuels Association e a Growth Energy, em comunicado conjunto.

Autoridades da UE disseram que a tarifa, que deve passar a vigorar ao final da semana, é necessária devido ao etanol dos EUA vendido na UE a preços ilegalmente baixos.

A Comissão Europeia, o braço executivo da UE, propôs a tarifa no fim do mês passado.

O departamento comercial dos EUA ecoou a posição da indústria norte-americana.

A produção de etanol dos EUA está em queda devido a preços altos do milho e a uma demanda por gasolina mais fraca.

(Por Charles Abbott)