Gerdau lucra R$143 mi no 4o trimestre, corta investimentos

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 09:48 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A maior produtora de aços longos das Américas, Gerdau, divulgou nesta quinta-feira resultado abaixo do esperado pela média do mercado para o quarto trimestre e cortou seu plano de investimentos em 17 por cento citando o cenário econômico mundial incerto.

A companhia registrou um tombo de 70 por cento no lucro líquido dos três últimos meses de 2012 sobre o mesmo período de 2011, para 143 milhões de reais. Estimativas de cinco analistas obtidas pela Reuters apontavam, em média, para resultado positivo de 242,6 milhões de reais.

A Gerdau informou ainda no balanço que reduziu seu plano de investimentos dos 10,3 bilhões de reais de 2012 a 2016 para 8,5 bilhões entre 2013 e 2017, adotando uma postura mais "seletiva" em seus projetos diante "das incertezas sobre o mercado econômico mundial.

Em 2012, a companhia investiu 3,1 bilhões de reais, aporte que incluiu a entrada da empresa no segmento de aços planos, com a instalação de equipamento de bobinas a quente em sua usina Açominas que deve iniciar operação até o final de março com capacidade de produção de 800 mil toneladas por ano.

A empresa produziu 12 por cento menos aço bruto no quarto trimestre, num total de 4,19 milhões de toneladas. Enquanto isso, as vendas em volume recuaram 8 por cento, a 4,32 milhões de toneladas.

Segundo a empresa, a queda nas vendas foi pressionada por recuo de 26 por cento nas exportações de suas operações no Brasil por causa de preços baixos no mercado internacional. Enquanto isso, a divisão da América do Norte sofreu queda de 15 por cento nas vendas, enquanto a área de aços especiais teve retração de 13 por cento, em meio à fraqueza no mercado de caminhões brasileiro no ano passado e da crise que atinge a Espanha.

Apesar disso, o faturamento líquido da companhia recuou apenas 1 por cento no quarto trimestre na comparação anual, para 8,988 bilhões de reais, apoiada por maior receita líquida por tonelada vendida no Brasil e na América Latina.

A Gerdau encerrou o quarto trimestre com geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 891 milhões de reais, queda de 13 por cento na comparação anual e abaixo dos 928,8 milhões de reais esperados em média pelos analistas. A margem no período passou de 11 para 10 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)