Lucro da Chesapeake no 4o tri supera previsões; despesas caem

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 19:50 BRT
 

Por Anna Driver

21 Fev (Reuters) - O lucro da Chesapeake no quarto trimestre superou as estimativas de Wall Street, auxiliado por despesas mais baixas do que o esperado e produção mais rentável de petróleo.

O anúncio surgiu um dia após a Chesapeake informar que uma investigação interna das atividades financeiras do presidente-executivo, Aubrey McClendon, --que está em processo de saída da empresa-- não encontrou infrações "intencionais".

MacClendon deixará a companhia em 1o de abril após um ano tumultuoso, durante o qual a Chesapeake enfrentou aperto de liquidez e uma crise de governança. Agora os grandes acionistas e o Conselho de Administração estão tentando conter gastos, quitar dívida e aumentar a produção de petróleo mais lucrativo.

McClendon, que co-fundou a empresa em 1989, não foi citado no anúncio de resultados e não participou na teleconferência com analistas pela primeira vez em 80 trimestres.

Despesas gerais e administrativas caíram para 99 milhões de dólares no trimestre, contra 138 milhões de dólares no ano anterior, e os custos de perfuração e conclusão caíram cerca de 30 por cento frente ao ano anterior.

A companhia disse que o lucro caiu para 257 milhões de dólares, ou 0,39 dólar por ação, no quarto trimestre, frente a 429 milhões de dólares, ou 0,63 dólar por ação, no mesmo período no ano anterior.

Excluindo itens excepcionais, o lucro da Chesapeake ficou em 0,26 dólar por ação. Analistas, em média, esperavam 0,14 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.