ENTREVISTA-Asmussen pede passos "concretos" da França sobre déficit

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013 10:34 BRT
 

BERLIM, 22 Fev (Reuters) - O membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE) Joerg Asmussen pediu que a França dê passos "concretos e mensuráveis" para diminuir o déficit orçamentário do país, dizendo que Paris enfrenta um teste de sua credibilidade e precisa chegar o mais perto possível de sua meta de 3 por cento para este ano.

Falando à Reuters nesta sexta-feira após a Comissão Europeia estimar que o déficit francês ficará em 3,7 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013, bem abaixo da meta, Asmussen afirmou que o país teve uma responsabilidade especial, junto com a Alemanha, pela estabilidade fiscal na zona do euro.

"Se a Comissão agora prevê que a França não cumprirá sua meta este ano, então eu acho que é uma questão de credibilidade que a França dê os passos apropriados o mais rápido possível para corrigir isso, para que possa chegar o mais perto possível de sua meta para este ano," disse Asmussen.

(Reportagem de Annika Breidthardt e Noah Barkin)