Jato russo Superjet falha em decolagem no aeroporto de Moscou

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013 11:54 BRT
 

MOSCOU, 25 Fev (Reuters) - Um avião Superjet 100, da fabricante russa Sukhoi, não conseguiu decolar do aeroporto de Moscou após um defeito em um de seus motores, informou a agência de notícias Interfax, colocando mais neblina sobre o futuro do primeiro projeto de avião comercial da Rússia pós-soviética.

O programa de desenvolvimento do Superjet, avião que rivaliza com os jatos comerciais da brasileira Embraer, foi atingido por incertezas no ano passado, depois de uma aeronave cair na Indonésia. Investigadores disseram que as causas do acidente foram um erro do piloto e a falta de um sistema de altitude mínima de segurança no controle de tráfego aéreo em Jacarta.

A companhia aérea russa Aeroflot, a única que opera a aeronave até o momento, deixou em terra quatro de seus 10 Superjets no início deste mês devido a problemas técnicos.

O vôo da noite de domingo de Moscou para a cidade ucraniana de Kharkiv foi cancelado depois que o avião começou a ganhar velocidade para decolar, segundo a Interfax, citando uma fonte do serviço de controle de tráfego aéreo do aeroporto.

"Por uma razão desconhecida, o sistema de controle de motor número 1 falhou e a tripulação decidiu abortar a decolagem", disse a fonte. Não ficou claro quantos passageiros estavam a bordo.

Uma fonte próxima à Sukhoi confirmou a falha na decolagem, mas culpou a manutenção da aeronave pela companhia aérea. A Aeroflot não respondeu aos pedidos de informação.

(Reportagem de Thomas Grove e Stolyarov Gleb)