Presidente do espanhol Santander planeja recorrer de decisão judicial

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 17:14 BRT
 

MADRI, 26 Fev (Reuters) - O presidente-executivo do espanhol Santander, Alfredo Saenz, planeja recorrer da decisão judicial que restabeleceu o seu registro criminal, de acordo com uma fonte do banco com o conhecimento da estratégia da equipe legal envolvida no caso.

O Supremo Tribunal da Espanha anulou parcialmente neste mês a absolvição de uma condenação criminal de Saenz, de 70 anos de idade, reavivando um caso de longa duração.

A decisão do Supremo Tribunal Federal, há duas semanas, criou uma dor de cabeça para Saenz e as autoridades do Banco da Espanha, que tem de decidir o destino Saenz como presidente do maior banco da zona do euro. O Banco de Espanha se recusou a comentar nesta terça-feira.

Um recurso da decisão da Suprema Corte poderia estender o caso por mais alguns meses, mas os tribunais precisam primeiro decidir se aceitam o pedido de recurso.

Saenz, que foi condenado em 2009 por acusação falsa contra os devedores, iria recorrer ao Tribunal Constitucional, disse a fonte. Esse é o último recurso para casos que já passaram pelo Supremo Tribunal da Espanha.

O Santander não quis comentar e disse que Saenz não estava disponível para comentar o assunto.

(Reportagem de Tomas Cobos e Sarah White)