EADS prevê crescimento maior de lucro em 2013

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 12:12 BRT
 

PARIS (Reuters) - A controladora da Airbus, EADS, prevê queda nos custos e lucro maior neste ano após ganhos acima do previsto em 2012. A empresa afirmou ainda que o novo jato A350 continua sendo a maior aposta da companhia na concorrência contra a Boeing.

A segunda maior fabricante de aviões do mundo teve ganhos em 2012 acima das estimativas e aumentou seus dividendos, enquanto estabilizou fluxo de caixa em meio a encargos com reestruturação na área de defesa.

Ao anunciar resultados pela primeira vez desde que teve negada a tentativa de fusão com a britânica BAE Systems, o presidente-executivo da EADS, Tom Enders, prometeu uma "companhia normal" após anos de interferência política.

O revés no caso BAE abriu o caminho para a complexa reorganização societária da EADS. França e Alemanha continuarão com suas respectivas participações, mas uma maior proporção ficará nas mãos de investidores tradicionais.

A companhia divulgou que o lucro líquido cresceu 19 por cento, para 1,2 bilhão de euros, enquanto o lucro operacional disparou 68 por cento, para 3 bilhões de euros em 2012.

Para 2013, a EADS prevê lucro operacional de 3,5 bilhões de euros e ganho por ação de 2,5 euros, ante 2,24 euros, antes de uma planejada recompra de ações ligada à reorganização societária da companhia.

A empresa manteve planos de fazer o primeiro voo do A350, sua resposta ao Boeing 787 Dreamliner, este ano. Na terça-feira, a Airbus tirou da linha de montagem em Toulouse, França, uma aeronave do modelo para testes externos.

 
CEO da EADS, Tom Enders, caminha no palco durante coletiva de imprensa anual em Berlim, Alemanha. A controladora da Airbus, EADS, prevê queda nos custos e lucro maior neste ano após ganhos acima do previsto em 2012. A empresa afirmou ainda que o novo jato A350 continua sendo a maior aposta da companhia na concorrência contra a Boeing. 27/02/2013 REUTERS/Fabrizio Bensch