Petrobras precisará de menos sondas para cumprir meta--diretor

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 12:52 BRT
 

A Petrobras precisará de menos sondas de exploração para cumprir sua meta de produção nos próximos anos, uma vez que os poços do pré-sal estão produzindo acima da expectativa, disse o diretor de Engenharia da empresa, José Antônio de Figueiredo, nesta quarta-feira.

"Todo o plano será cumprido, a curva de produção será cumprida, mas com um número menor de sondas porque os poços estão se mostrando mais produtivos do que se imaginava", disse Figueiredo a jornalistas em evento do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), no Rio.

Ele não mencionou o período nem a meta de produção que será cumprida.

A Petrobras planeja produzir 3 milhões de barris de óleo equivalente (boe, que inclui petróleo e gás) no Brasil em 2016, de acordo com o Plano de Negócios e Gestão (2012-2016), sendo 2,5 milhões de barris de petróleo. Em 2020, planeja atingir a produção de 5,2 milhões de boe, sendo 4,2 milhões de petróleo.

A estatal cancelou em novembro passado o processo de contratação de cinco sondas de perfuração para 3 mil metros de lâmina d'água com o grupo Ocean Rig.

A justificativa dada na ocasião era de que havia previsão de número menor de poços a serem perfurados no pré-sal da bacia de Santos.

A Ocean Rig ganhou licitação para a construção e aluguel de cinco sondas de perfuração para a Petrobras em fevereiro de 2012 mas não conseguiu fechar com estaleiros nacionais a construção dos equipamentos.

A Petrobras chegou a pensar em fazer nova licitação dessas cinco sondas, mas no fim do ano optou por cancelar todo o processo.

(Reportagem de Leila Coimbra e Rodrigo Viga Gaier)