Iochpe-Maxion sofre queda 19% no lucro do 4o tri

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013 09:08 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 28 Fev (Reuters) - A fabricante de rodas automotivas e vagões Iochpe-Maxion divulgou no final da quarta-feira que sofreu uma queda de 18,8 por cento no lucro líquido do quarto trimestre, para 35,9 milhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 112,07 milhões de reais, avançando 40,2 por cento sobre os três últimos meses de 2011.

Porém, desconsiderando efeito de aquisições, a geração de caixa teria sido de 38,9 milhões de reais, uma queda de 51,3 por cento sobre o mesmo período do ano anterior.

A companhia apurou receita líquida de 1,466 bilhões de reais no quarto trimestre, mais que o dobro em relação aos 717,2 milhões registrados um ano antes. O faturamento foi apoiado por consolidação das empresas adquiridas Grupo Galaz e Hayes Lemmerz. Não fosse isso, a receita líquida no período teria somado 593,5 milhões de reais.

A Iochpe-Maxion informou que o custo de produtos vendidos no quarto trimestre foi de 1,329 bilhão de reais, mais que o dobro do registrado um ano antes, afetado pelas aquisições e redução de produção e compensado parcialmente pela medida do governo de desoneração da folha de pagamentos.

Sem as aquisições, o custo dos produtos vendidos teria sido de 525,5 milhões no quarto trimestre, queda de 13,2 por cento sobre o mesmo período de 2011.

A empresa informou no balanço que o endividamento bancário líquido, após a conclusão da compra da Grupo Galaz e Hayes Lemmerz, saltou de 519,4 milhões de reais a 2,49 bilhões no fim de 2012.

(Por Diogo Ferreira Gomes)