Reservas de minério de ferro da Vale crescem 8,6% em 2012

terça-feira, 2 de abril de 2013 21:18 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 2 Abr (Reuters) - As reservas totais de minério de ferro da Vale cresceram cerca de 8,6 por cento em 2012 em relação ao ano anterior, incluindo a parcela da mineradora nas jazidas da Samarco , apontou relatório divulgado pela empresa nesta terça-feira.

As reservas provadas e prováveis de minério de ferro da Vale, segunda maior mineradora do mundo, atingiram 16 bilhões de toneladas, de acordo com o documento elaborado pela companhia para atender à regulamentação do mercado norte-americano de capitais.

A Vale detém 50 por cento do capital da Samarco e contabilizando esta fatia nas jazidas da empresa, as reservas totalizaram 17,5 bilhões de toneladas em 2012. Em 2011 esse volume era de 16,15 bilhões de toneladas.

O maior aumento em volume nas reservas ocorreu no Sistema Sul da mineradora, com acréscimo de 1,2 bilhão de toneladas.

Contribuíram para o crescimento novos dados de perfuração para os depósitos de João Pereira, Abóboras, Capitão do Mato, no Sistema Sul da Vale, entre outras jazidas que apresentaram descobertas.

As reservas provadas e prováveis somente da Vale em 2012 eram 6 por cento superiores ao volume de 2011, de 15,135 bilhões de toneladas.

As jazidas da Samarco, das quais a Vale detém 50 por cento, cresceram de 2,029 bilhões de toneladas para 2,976 bilhões de toneladas em 2012.

O Sistema Norte, que possui as maiores jazidas, teve as reservas totais reduzidas em 100 milhões de toneladas.

A Vale também informou que houve crescimento no cálculo das jazidas da Samarco, além de ter incluído uma reserva em Germano, pela primeira vez.

A Samarco é uma mineradora brasileira, de capital fechado, controlada em partes iguais pela Vale e pela BHP Billiton. A empresa exporta pelotas de minério de ferro para 19 países diferentes. A extração de minério de ferro da Samarco acontece em mina a céu aberto, no Complexo das Minas de Alegria, na unidade de Germano, em Mariana (MG).

(Por Sabrina Lorenzi e Gustavo Bonato)