Tempestade Barry chega ao Golfo do México; Pemex não é afetada

quinta-feira, 20 de junho de 2013 13:51 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO, 20 Jun (Reuters) - A tempestade tropical Barry atingiu o norte do principal porto da Costa do Golfo do México, o Veracruz, na manhã desta quinta-feira, e seguia em direção ao interior do continente desencadeando pancadas de chuvas e fortes ventos, mas as instalações da Pemex, monopólio estatal de petróleo, não foram afetadas.

A tempestade deve perder força enquanto segue em direção oeste, disse o Centro Nacional de Furacão em um alerta.

Dois dos três principais portos exportadores de petróleo do México - Dos Bocas e Cayo Arcas - continuam fechados, mas Coatzacoalcos reabriu, disse o Ministério do Transporte e das Comunicações do país.

Esses três portos e o de Veracruz estavam fechados desde a tarde de quarta-feira, por conta da aproximação da tempestade.

Quase a totalidade das exportações de petróleo bruto do México, que totalizaram 1,275 milhão de barris por dia em abril, são exportadas para refinarias na Costa do Golfo dos Estados Unidos via os portos de Coatzacoalcos, Dos Bocas e Cayo Arcas.

Veracruz abriga a refinaria Minatitlan, a quinta maior da Pemex e a mais recentemente modernizada. Tem a capacidade de produzir 245.000 barris por dia.

A Pemex também tem três complexos petroquímicos e três complexos de processamento de gás em Veracruz.

Questionada sobre o estado das instalações da Pemex no Golfo do México, uma autoridade da empresa enviou a seguinte mensagem por texto: "Tudo está OK".

Os ventos máximos registrados diminuíram para 64 km/h.

O Centro Nacional de Furacão disse esperar entre 7 e 12 centímetros de chuvas, com acumulações máximas de 25 centímetros sobre porções do sul do México. Ventos da tempestade tropical provavelmente continuarão soprando por várias horas, acalmando mais tarde na quinta-feira, disse o centro.

(Por Elinor Comlay, Anahi Rama e Adriana Barrera)