Ações asiáticas atingem mínima em 9 meses com Fed

sexta-feira, 21 de junho de 2013 07:48 BRT
 

Por Chikako Mogi

TÓQUIO, 21 Jun (Reuters) - As ações asiáticas atingiram o menor nível em nove meses e meio nesta sexta-feira e registraram a pior semana desde maio do ano passado, à medida que os investidores continuaram reagindo ao plano do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de diminuir o seu estímulo monetário.

O estressado mercado de dinheiro da China teve um alívio do agudo aperto de crédito na quinta-feira, com especulação de que o banco central chinês injetou discretamente fundos de muita necessidade, embora as taxas tenham continuado elevadas.

Às 7h43 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,74 por cento, depois de ter recuado 1,4 por cento mais cedo, para o menor nível desde setembro, e caminhava para uma perda semanal de cerca de 4,3 por cento, a pior queda semanal desde maio de 2012.

O índice Nikkei, do Japão, superou o resto da região, e reverteu uma queda inicial de mais de 2 por cento para encerrar em alta de 1,66 por cento, com o iene mais fraco ante o dólar melhorando o sentimento do mercado.

As ações australianas diminuíram ganhos iniciais e caíram 0,41 por cento, enquanto o mercado sul-coreano se recuperou um pouco das perdas e teve queda de 1,49 por cento, depois de ter recuado 2,4 por cento para o menor nível em 11 meses. Hong Kong e Xangai também diminuíram parte das quedas, caindo 0,59 por cento e 0,52 por cento, respectivamente.

A bolsa de Taiwan tombou 1,34 por cento, enquanto Cingapura retrocedeu 0,28 por cento.

"Claramente, a redução do Fed está sobre a mesa agora ... e levará algum tempo para os investidores digerirem isso", disse o chefe de pesquisa de mercados financeiros para a região Ásia-Pacífico do Rabobank International em Hong Kong, Adrian Foster.

(Reportagem adicional de Umesh Desai em Hong Kong)