Minério de ferro visto sob pressão por preocupação com economia chinesa

segunda-feira, 24 de junho de 2013 10:45 BRT
 

CINGAPURA, 24 Jun (Reuters) - Os preços do minério de ferro registraram nova queda nesta segunda-feira no mercado asiático e deverão recuar mais ao longo da semana por conta de uma paralisação das compras de reabastecimento por parte das siderúrgicas chinesas em meio à preocupação sobre um aperto financeiro no maior mercado mundial, que já sofre com uma demanda mais lenta por aço.

Os futuros do aço em Xangai recuaram nesta segunda-feira, acompanhando as fortes quedas na bolsa chinesa por temores de que o Banco Central do país mantenha um arrocho monetário e que o crescimento econômico sofra uma forte queda.

O Banco Central da China disse que a liquidez geral no sistema financeiro está em um nível razoável, após as taxas de juros para fundos de curto prazo dispararem para níveis elevados na semana passada, depois que os grandes bancos comerciais suspenderam os empréstimos no mercado interbancário.

Um aperto na liquidez pode fazer com que as siderúrgicas se apressem para vender seus estoques de produtos de aço a preços que podem prejudicar a rentabilidade ou até aumentar suas perdas, disse um operador de minério de ferro em Hong Kong.

"Isso vai fazer com que as usinas fiquem muito relutantes em comprar mais minério de ferro, e é possível que nós observemos cortes de produção de aço em julho. Estamos vivendo tempos difíceis", disse um operador.

Isso poderia reduzir o apetite por minério de ferro, parando uma recente alta que elevou os preços referência da matéria-prima a máximas de quase um mês na semana passada.

O minério com teor de 62 por cento de ferro, referência do mercado, recuou 1,7 por cento nesta segunda-feira e foi negociado a 116,60 dólares por tonelada, segundo dados do Steel Index.

Na semana passada, o produto acumulou alta de 4,4 por cento e atingiu a máxima de 120,60 dólares na quinta-feira, maior nível desde 27 de maio.

(Reportagem de Manolo Serapio Jr)