Confiança da construção recua 3,6% no tri até junho--FGV

terça-feira, 25 de junho de 2013 08:43 BRT
 

SÃO PAULO, 25 Jun (Reuters) - O Índice de Confiança da Construção (ICST) recuou 3,6 por cento no trimestre encerrado em junho na comparação com um ano antes, de acordo com a Sondagem Conjuntural da Construção divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

Apesar do recuo, este foi o terceiro mês seguido em que o indicador mostrou uma queda menor, depois de ter caído 6,6 por cento em abril e 4,3 por cento em maio.

O índice médio dos três meses até junho ficou em 120,0 pontos, contra 124,5 pontos no mesmo período do ano anterior. No trimestre encerrado em maio, o Índice de Confiança da Construção havia ficado em 120,8 pontos.

A FGV destacou que, dos 11 segmentos pesquisados, oito mostraram melhora. O destaque ficou para Obras para Telecomunicações, com alta de 13,1 por cento no trimestre encerrado em junho ante 9,2 por cento em maio.

De acordo com a FGV, o Índice da Situação Atual (ISA-CST) apresentou queda de 7,2 por cento no trimestre até junho, contra variação negativa de 7,1 por cento em maio.

Esse resultado deveu-se ao quesito que mede a situação atual dos negócios, com queda de 8,7 por cento em junho ante recuo de 8,1 por cento em maio.

Das 702 empresas consultadas, 25,5 por cento consideraram a situação atual como boa em junho, contra 31,9 por cento no mesmo período de 2012. Por outro lado, 14,7 por cento a avaliaram como ruim, contra 10,6 por cento em junho de 2012.

Já o Índice de Expectativas (IE-CST) caiu 0,6 por cento, ante queda de 1,9 por cento no mês anterior, com destaque para a alta de 0,7 por cento do quesito que avalia a demanda prevista para os próximos três meses, após queda de 0,6 por cento em maio.

A proporção de empresas prevendo aumento na demanda no trimestre encerrado em junho atingiu 35,1 por cento, contra 34,3 por cento no mesmo período em 2012. A parcela das que esperam redução caiu para 5,9 por cento, contra 6,0 por cento em junho de 2012.

Mais cedo, a FGV informou que o Índice Nacional de Custo da Construção-M (INCC-M) subiu 1,96 por cento em junho, acima da alta de 1,24 por cento registrada em maio.

(Por Camila Moreira; Edição de Alexandre Caverni)