Periferia do euro está longe do perigo apesar de alta nos yields--S&P

terça-feira, 25 de junho de 2013 09:04 BRT
 

LONDRES, 25 Jun (Reuters) - Os custos de empréstimo dos membros endividados da zona do euro ainda estão longe da "zona de perigo", apesar do recente aumento nos yields, disse o analista-chefe de dívida soberana da Standard and Poor's, Moritz Kraemer, nesta terça-feira.

Indicações de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, está se preparando para reduzir seu programa de suporte e sinais de que o Banco Central Europeu (BCE) possa estar se distanciando de mais afrouxamento de política levaram a vendas generalizadas nos títulos de dívida do governo da zona do euro no mês passado.

Entretanto, Kraemer, analista-chefe de dívida soberana da S&P para a região EMEA (Europa, Oriente Médio e África), disse que não há nenhuma grande ameaça com as medidas.

"Com todo o movimento que nós temos visto por volta da última quinzena... nós estamos bem longe da zona de perigo onde estávamos no último verão (no hemisfério norte), por exemplo. Muitos desses países têm feito muitos pré-financiamentos, portanto não há ameaça imediata com isso", disse Kraemer.

(Reportagem de Marc Jones)