June 25, 2013 / 8:50 PM / 4 years ago

Dólar cai ante real pelo 3o dia com melhora no humor externo

4 Min, DE LEITURA

Por Natália Cacioli e Bruno Federowski

SÃO PAULO, 25 Jun (Reuters) - O dólar recuou ante o real pela terceira sessão consecutiva nesta terça-feira, em meio a uma melhora do humor nas praças financeiras internacionais depois que declarações de autoridades do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, aliviaram temores sobre o fim do programa de estímulo do país.

O movimento foi influenciado também por comentários de autoridades chinesas, que procuraram arrefecer preocupações sobre o aperto de crédito no país, o que havia causado forte aversão a risco nos mercados globais na véspera.

O dólar recuou 0,7 por cento nesta terça-feira e 2 por cento nas últimas três sessões, para 2,2119 reais na venda. Segundo dados da BM&F, o volume negociado ficou em torno de 500 milhões de dólares.

A divisa dos Estados Unidos operou em queda em relação à moeda brasileira durante toda a sessão e, na mínima do dia, chegou a cair 1,03 por cento, para 2,2046 reais.

"O dólar já mudou a tendência na véspera por conta de declarações de membros do Fed, que aparentemente ficaram muito preocupados com a reação do mercado após o Bernanke", disse o consultor de pesquisas econômicas do Banco Tokyo-Mitsubishi Mauricio Nakahodo.

"Mas o mercado vai continuar volátil, reagindo a indicadores e declarações de autoridades", acrescentou.

Os mercados globais ficaram muito avessos a risco na semana passada após o chairman do Fed, Ben Bernanke, indicar que o programa de estímulo monetário do banco poderia ser reduzido ainda neste ano e encerrado em meados de 2014 se a recuperação da economia norte-americana se confirmar.

No entanto, o sentimento dos investidores melhorou depois que o presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, afirmou na véspera que o banco vai conduzir uma política expansionista mesmo se reduzir seu estímulo.

"Chegou a turma do apaga-incêndio", afirmou o economista da corretora H. Commcor Waldir Kiel. "Aqui, no cenário interno, o mercado está sobrecomprado (em dólares), então bastou um movimento contrário para desarmar essas posições de compra".

Apesar dessa melhora, o mercado continuava se mostrando sensível a indicadores econômicos, com o dólar reduzindo a queda ante o real e passando a subir em outros países após dados da economia norte-americana vierem acima das expectativas --o que justificaria uma redução do estímulo pelo Fed.

Em relação a uma cesta de moedas, o dólar subia 0,16 por cento, enquanto o euro caía 0,26 por cento frente a divisa dos Estados Unidos. Depois de cair mais de 1 por cento, o dólar recuava 0,62 por cento ante o peso mexicano.

No Brasil, o Banco Central realizou nesta terça-feira um leilão de swap cambial tradicional --equivalente a uma venda de dólares no mercado futuro-- com o objetivo de rolar até 66,6 mil contratos que vencem em 1º de julho. A autoridade monetária vendeu 65,5 mil novos contratos com vencimento em 1º de outubro e em 1º de novembro.

"O BC quer tranquilizar os investidores e, anunciando a rolagem, ele evita ainda mais volatilidade no mercado", disse o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below