Desemprego na Alemanha cai e destaca força da economia doméstica

quinta-feira, 27 de junho de 2013 07:33 BRT
 

BERLIM, 27 Jun (Reuters) - O desemprego na Alemanha caiu inesperadamente em junho e a taxa de desemprego permaneceu perto de seu menor nível desde a reunificação há mais de duas décadas, destacando a força da economia doméstica.

Enquanto outros países europeus enfrentam dificuldades com o desemprego alto, o mercado de trabalho da Alemanha está robusto, elevando a confiança do consumidor.

O governo conta com a demanda doméstica para impulsionar o crescimento neste ano uma vez que o comércio exterior, tradicional motor de crescimento da maior economia da Europa, sofre com a crise da dívida da zona do euro e a desaceleração na China.

"Com a confiança do consumidor forte de ontem e hoje o bom relatório do mercado de trabalho, a demanda doméstica deve continuar sendo um importante motor do crescimento neste ano", disse o economista do ING Carsten Brzeski.

O número de pessoas sem trabalho caiu em cerca de 12 mil, para 2,943 milhões em junho, mostraram dados do Escritório do Trabalho nesta quinta-feira, ante expectativa de um aumento de 8 mil, segundo pesquisa da Reuters com 29 economistas. A taxa de desemprego permaneceu perto da mínima pós-reunificação em 6,8.

Os dados de maio foram revisados para cima, para mostrar um aumento no desemprego de apenas 17 mil ante 21 mil reportados inicialmente. A taxa de desemprego foi revisada para baixo para 6,8 ante 6,9.

(Por Sarah Marsh)