Petrobras Biocombustíveis tem planos de ampliar produção de etanol--CEO

quinta-feira, 27 de junho de 2013 20:17 BRT
 

SÃO PAULO, 27 Jun (Reuters) - A Petrobras Biocombustíveis (PBio) planeja continuar investindo para elevar a moagem da cana e a produção de etanol, por meio da expansão de capacidade, novos projetos e aquisições, disse nesta quinta-feira o presidente-executivo da companhia.

"Estamos perseguindo as metas (de produção de etanol) com três estratégias: expansão das nossas usinas, greenfields e aquisições... Estamos em processo de negociação com outros grupos", disse a jornalistas o CEO da Petrobras Biocombustíveis, Miguel Rosseto, após participar de palestra com representantes do setor no Ethanol Summit, realizado em São Paulo.

Ele lembrou que todos os investimentos da empresa em etanol são realizados por meio de associação com outras empresas.

"A Petrobras Biocombustíveis se associa com outras empresas para crescer, nós não compramos só ativos, nós investimos para o crescimento destas empresas", explicou.

A PBio compartilha a gestão em três grupos empresariais --Guarani, Nova Fronteira e Total--, participando da operação de nove usinas de etanol no Brasil.

"Neste ano já estamos investindo mais de 1 bilhão de reais na expansão da produção e qualidade das nossas usinas."

Segundo ele, no ano passado a PBi encerrou com uma moagem de 21 milhões de toneladas.

Para este ano, a estimativa é moer de 25 milhões a 26 milhões de toneladas de cana.

A produção de etanol neste ano é estimada em 1,3 bilhão de litros de etanol, contra 1 bilhão de litros no ano anterior.

(Reportagem Fabíola Gomes; edição de Roberto Samora)