Trigo modificado não aprovado da Monsanto foi armazenado no Colorado

sexta-feira, 28 de junho de 2013 15:07 BRT
 

28 Jun (Reuters) - Uma variedade de trigo transgênico não aprovado da Monsanto, temida por ter potencialmente contaminado suprimentos dos Estados Unidos depois de ter sido cultivada no Oregon na primavera no hemisfério norte, foi mantida em uma instalação de armazenamento do governo dos EUA pelo menos até o final de 2011, de acordo com documentos obtidos pela Reuters.

A revelação de que a semente do controverso trigo geneticamente modificado foi mantido viável em uma instalação de armazenamento do Colorado vem em um momento em que o governo dos EUA investiga como um trigo experimental acabou sendo cultivado em campos comerciais.

O inquérito do Departamento de Agricultura dos EUA inclui uma análise do controle da semente do trigo geneticamente modificado enviado para o centro nacional controlado pelo governo para a preservação de recursos genéticos, em Fort Collins, Colorado, em 2004, de acordo com Peter Bretting, que supervisiona o centro de Serviço de Pesquisa Agrícola do USDA.

David Dierig, líder de pesquisa do Centro Nacional de Conservação de Recursos Genéticos, também disse que o assunto estava "sob investigação ativa".

O centro nacional usa métodos de alta tecnologia para prolongar a viabilidade das sementes durante décadas, muito mais do que a sua viabilidade no armazenamento convencional.

A instalação ficou com pelo menos 43 recipientes do chamado trigo "Roundup Ready" da Monsanto, conforme mostram os documentos.

Os documentos foram compostos de correspondência entre a Monsanto e a unidade do Colorado.

A Monsanto estava encerrando o seu trabalho com trigo Roundup Ready, tolerante ao herbicida Roundup, quando estabeleceu o contrato datado de 2 de novembro de 2004, com o centro de preservação dos recursos.

A Monsanto disse que a semente foi incinerada em 5 de janeiro de 2012.   Continuação...