Indústria alemã recua em junho em meio a queda de encomendas--PMI

segunda-feira, 1 de julho de 2013 08:05 BRT
 

BERLIM, 1 Jul (Reuters) - O setor industrial da Alemanha encolheu em junho uma vez que as empresas viram uma queda em novos contratos, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira, sugerindo que a maior economia da Europa enfrenta dificuldades para acelerar o ritmo após um primeiro trimestre fraco.

O PMI do Markit para o setor industrial alemão, que responde por cerca de um quinto da economia, caiu para 48,6 em junho, ante 49,4 no mês anterior.

O resultado ficou abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração e pouco abaixo da leitura preliminar de 48,7.

"O setor industrial alemão parece ter permanecido em estagnação em junho, com uma queda renovada das novas encomendas agindo como um peso sobre o crescimento da produção", disse o economista do Markit Mark Wingham.

Depois de se sustentar bem durante os primeiros anos da crise da zona do euro, o crescimento alemão desacelerou no ano passado e a economia evitou por pouco uma recessão no primeiro trimestre deste ano.

As indústrias receberam menos encomendas novas à medida que caía a demanda dos clientes e o ambiente econômico fraquejava. As encomendas do exterior, especialmente da Ásia e de outras partes da Europa, caíram pelo quarto mês apesar de a indústria ter reduzido seus preços no ritmo mais rápido desde dezembro de 2009.

(Reportagem de Michelle Martin)