Atividade industrial dos EUA e contratações desaceleram em junho--PMI

segunda-feira, 1 de julho de 2013 10:32 BRT
 

NOVA YORK, 1 Jul (Reuters) - A atividade industrial dos Estados Unidos cresceu em junho no ritmo mais lento em oito meses, à medida que a demanda externa se enfraqueceu e as empresas contrataram o menor número de trabalhadores em mais de três anos, mostrou a pesquisa Índice dos Gerentes de Compras (PMI) nesta segunda-feira.

A empresa de dados financeiros Markit informou que seu PMI final da indústria dos Estados Unidos ficou em 51,9 em junho, abaixo dos 52,3 em maio e da estimativa preliminar de junho de 52,2. Uma leitura acima de 50 indica expansão no setor.

O índice de produção subiu para 53,5 ante 52,7, mas as encomendas domésticas ficaram pouco alteradas e as encomendas externas diminuíram no ritmo mais rápido desde o auge da crise financeira em meados de 2009.

O subíndice de emprego recuou para 49,9, a menor leitura desde janeiro de 2010 e "consistente com a perda de aproximadamente 30 mil empregos ao mês no setor industrial", de acordo com o economista-chefe do Markit, Chris Williamson. O subíndice havia ficado em 52,6 em maio.

"As empresas estão reagindo à tendência cada vez mais preocupante das encomendas com diminuição das contratações", disse Williamson.

Isso pode complicar as coisas para o Federal Reserve, banco central dos EUA, que informou que pode começar a reduzir seu programa de estímulo mais à frente neste ano, desde que a economia não perca ímpeto.