Importações brasileiras de petróleo e derivados caem 39% em junho

segunda-feira, 1 de julho de 2013 17:02 BRT
 

SÃO PAULO, 1 Jul (Reuters) - As importações brasileiras de petróleo e derivados recuaram 39 por cento em junho ante junho de 2012, aliviando os gastos da Petrobras que tem recorrido ao mercado externo para atender ao crescente consumo interno, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira.

As importações de petróleo caíram 41,8 por cento em valor na comparação com o mesmo mês do ano passado, para 968 milhões de dólares. Em relação a maio, pela média diária, a queda foi de 29 por cento nas importações de petróleo.

"No grupo dos combustíveis e lubrificantes, a retração ocorreu principalmente pela queda de preço e das quantidades embarcadas de petróleo, gás natural, gasolina, óleos combustíveis e nafta", afirmou a Secex em nota.

As importações de combustíveis e lubrificantes, exceto petróleo, somaram 1,35 bilhão de dólares em junho, queda de 36,5 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado e baixa de 47 por cento ante maio, pela média diária.

As compras de petróleo e combustíveis no exterior e a posterior venda de alguns produtos como gasolina e diesel a preços inferiores no mercado interno são fatores por trás das perdas da Petrobras na área de abastecimento.

No acumulado do ano até junho, as importações totais de combustíveis e derivados somam em valor 20,86 bilhões de dólares, alta de 12,5 por cento ante importações de 18,86 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado.

As crescentes importações de combustíveis também estão entre os fatores por trás do déficit comercial do Brasil no acumulado do ano.

(Por Roberto Samora)