Cade aprova compra de participação na usina de Jirau pela Mitsui

terça-feira, 2 de julho de 2013 07:58 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a compra de 20 por cento do consórcio responsável pela construção e exploração da usina hidrelétrica de Jirau pela japonesa Mitsui, informou a autarquia nesta terça-feira, mencionando acordo fechado pela empresa com a GDF Suez.

Segundo o Cade, a operação não gera problemas de concorrência pois "representa meramente a entrada da Mitsui na estrutura societária da Energia Sustentável do Brasil (ESBR)".

O grupo francês GDF Suez continua com a maior parte da ESBR, com fatia de 40 por cento no consórcio. Por meio da Mizha Energia Participações, a Mitsui passará a responder por outros 20 por cento, mesma parcela detida pela Eletrosul e pela Chesf, ambas do grupo Eletrobras.

A operação havia sido anunciada pela Mitsui em 13 de maio. Na época, as empresas não divulgaram o valor da transação, mas informaram que o acordo havia sido fechado com base em valor de capital próprio de 5,7 bilhões de reais correspondentes a 100 por cento do projeto em 31 de dezembro de 2012.

Instalada em Rondônia, a hidrelétrica de Jirau consumirá investimentos de cerca de 16 bilhões de reais e terá capacidade para 3.750 megawatts (MW) quando estiver concluída.

(Por Marcela Ayres)