Preços ao produtor da zona do euro recuam 0,3% em maio por energia

terça-feira, 2 de julho de 2013 08:10 BRT
 

BRUXELAS, 2 Jul (Reuters) - Os preços ao produtor na zona do euro caíram ligeiramente mais do que o esperado em maio e pelo terceiro mês seguido, refletindo a estagnação da economia do bloco e dando ao Banco Central Europeu (BCE) justificativas para manter a taxa de juros em uma mínima recorde.

Os preços ao produtor nos 17 países que usam o euro recuaram 0,3 por cento em maio, informou a agência de estatísticas da UE Eurostat. Pesquisa da Reuters junto a economistas mostrava expectativa de queda de 0,2 por cento.

Os preços de energia caíram 0,8 por cento em maio, a maior queda no índice da Eurostat.

Em relação ao mesmo mês do ano anterior, os preços ao produtor tiveram queda de 0,1 por cento.

Os preços ao produtor, que ajudam a antever altas ou quedas nos preços ao consumidor, destacam as fracas pressões inflacionárias que permitiram ao BCE reduzir a taxa de juros para 0,50 por cento, tentando reanimar os empréstimos e ajudar a economia.

Economistas esperam que tanto os preços ao consumidor quanto ao produtor permaneçam baixos no restante do ano, apesar de uma ligeira alta na inflação ao consumidor em junho.

Entretanto, sinais de melhora nas fábricas europeias podem impedir que o BCE reduza os juros de novo na quinta-feira, quando o seu conselho diretor se reúne para discutir a política monetária.

(Reportagem de Robin Emmott)