Governo português mantém metas de pacote de ajuda após troca de ministro

terça-feira, 2 de julho de 2013 10:31 BRT
 

LISBOA, 2 Jul (Reuters) - Portugal segue comprometido com as metas de déficit público firmadas com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI), credores do resgate, apesar da renúncia de Vitor Gaspar como ministro das Finanças, disse um porta-voz do governo nesta terça-feira.

Gaspar liderou os esforços de austeridade de Lisboa. O porta-voz disse que qualquer renegociação das metas, que o governo reconhece que pode ser exigida se a economia continuar a desempenhar abaixo das expectativas, será feita apenas se necessário e caso os parceiros europeus concordem com tais discussões.

Ele também disse que a escolha da secretária do Tesouro, Maria Luis de Albuquerque, para substituir o ex-chefe dela, Gaspar, deve ajudar a credibilidade de Portugal no exterior e garantir uma transição suave.

(Reportagem de Sérgio Gonçalves)

 
Secretária do Tesouro de Portugal, Maria Luis Albuquerque, comparece a uma conferência organizada pela Reuters e a rádio TSF, em Lisboa. Portugal segue comprometido com as metas de déficit público firmadas com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI), credores do resgate, apesar da renúncia de Vitor Gaspar como ministro das Finanças, disse um porta-voz do governo nesta terça-feira. Ele também disse que a escolha da secretária do Tesouro, Maria Luis de Albuquerque, para substituir o ex-chefe dela, Gaspar, deve ajudar a credibilidade de Portugal no exterior e garantir uma transição suave. 30/05/2013. REUTERS/Rafael Marchante