Ações europeias caem e indicam mais fragilidade

terça-feira, 2 de julho de 2013 13:42 BRT
 

LONDRES, 2 Jul (Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta terça-feira com volumes reduzidos, puxadas pela Fresenius Medical Care e pela incapacidade do principal índice acionário de ficar acima de um importante nível técnico, o que abriu a porta para mais fragilidade no curto prazo.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,4 por cento, para 1.158 pontos. O Euro STOXX 50 caiu 0,7 por cento, para 2.603 pontos, após não conseguir superar a média móvel de 200 dias na sessão anterior.

Os dados de encomendas à indústria nos EUA acima do esperado ajudou no humor do mercado, com investidores comemorando sinais de melhor na maior economia do mundo, mas preocupados que isso represente redução no estímulo monetário pelo banco central norte-americano.

"Os mercados estão nervosos, e eu vejo a deterioração em alguns dos nomes individuais, não temos nenhuma ação apoiando o movimento de alta e isso torna o ponto de recompensa de risco um pouco menor", disse o analista técnico do Commerzbank Corporates Petra Kerssenbrock.

"O suporte de curto prazo está em torno de 2.588 pontos e pode cair abaixo deste nível novamente."

Fresenius Medical Care liderou as quedas no FTSEurofirst 300, registrando recuo de 8,7 por cento, após uma proposta dos Estados Unidos de cortar os desembolsos do governo para centros de diálise.

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 0,06 por cento, a 6.303 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX perdeu 0,92 por cento, para 7.910 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve queda de 0,66 por cento, a 3.742 pontos.   Continuação...