Na OGX, discurso é virar a página com novos ativos e descobertas--fontes

terça-feira, 2 de julho de 2013 17:34 BRT
 

Por Sabrina Lorenzi

RIO DE JANEIRO, 2 Jul (Reuters) - A despeito do risco de default agravado pelo anúncio de inviabilidade comercial de quatro campos de petróleo --inclusive o único em produção--, o discurso dentro da OGX é de vida nova, com foco em recentes descobertas na bacia de Campos e em blocos com elevado potencial exploratório adquiridos na 11a Rodada de Licitações.

Em reunião com um grupo de executivos da companhia de Eike Batista, o presidente-executivo da OGX, Luiz Carneiro, afirmou após o anúncio ao mercado sobre a inviabilidade comercial dos campos que a petrolífera virou uma página e começará uma nova etapa, disseram à Reuters nesta terça-feira duas fontes com conhecimento direto do assunto.

"Vamos olhar para frente e tirar a companhia deste sufoco", disse uma fonte que participou do encontro com o presidente-executivo, sob condição de anonimato.

A expectativa dentro da OGX é que Eike Batista injetará dinheiro na empresa quando o caixa chegar ao limite de operações, segundo teriam dito executivos recentemente a analistas, disse a outra fonte, também pedindo anonimato.

Eike tem o compromisso de aportar até 1 bilhão de dólares na OGX, que tem uma opção contra o empresário a ser exercida até abril de 2014 ao preço de 6,30 reais por papel, se o Conselho da companhia julgar necessário.

Para que a companhia consiga desenvolver os ativos mais promissores, a realização deste aporte pelo controlador é possível, disse a fonte, reiterando um posicionamento da empresa na segunda-feira.

Procurada, a empresa não comentou as informações sobre o discurso do presidente.

A petroleira anunciou na segunda-feira o fracasso das operações em quatro campos de petróleo. Três deverão ser devolvidos e o que já produz, Tubarão Azul, não terá investimentos no aumento de produção, podendo parar de bombear petróleo no próximo ano.   Continuação...