Centennial aprova penhor de ações da LLX Açu

quarta-feira, 3 de julho de 2013 10:14 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os acionistas da Centennial Asset Participações Açu aprovaram a constituição de operação de penhor de primeiro grau em favor do Banco Itaú BBA sobre a totalidade das ações de emissão da LLX Açu Operações Portuárias detidas pela holding do empresário Eike Batista.

Segundo ata da assembleia realizada na terça-feira, o penhor garantirá "determinados empréstimos contratados por terceiros" junto ao banco. Detalhes financeiros não foram informados.

Procurada, a LLX informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a operação divulgada pela Centennial, que é 100 por cento de Batista, não interfere na LLX.

A Centennial detém 30 por cento da LLX Açu, sendo o restante controlado pela LLX Logística S.A, que constrói o Porto do Açu, no Rio de Janeiro.

Na semana passada, a LLX informou ter contratado assessores financeiros para avaliar oportunidades de negócios e operações societárias envolvendo seus ativos.

As ações da LLX operavam em queda de cerca de 5 por cento no início dos negócios desta quarta-feira, a 0,75 centavos, ampliando fortes perdas da véspera. No mesmo horário, o Ibovespa tinha recuo de 0,32 por cento.

O empresário também tenta vender ativos de carvão da CCX e de ouro da AUX, além de participação na produtora de minério de ferro MMX, em meio à limitação de caixa para executar projetos que requerem grandes cifras.

No início desta semana, a OGX, petrolífera do grupo EBX, anunciou a suspensão de projetos de produção na bacia de Campos, a principal aposta original da companhia, e viu a empresa de gestão de risco Kamakura colocá-la em terceiro na lista de maiores ameaças de calote aos credores.

(Por Roberta Vilas Boas)