ENTREVISTA-Copersucar vai acelerar embarque de açúcar e cortar custos

sexta-feira, 5 de julho de 2013 18:58 BRT
 

LONDRES, 5 Jul (Reuters) - A Copersucar, maior comercializadora de açúcar e etanol do mundo, vai acelerar os embarques de açúcar e reduzir os custos no porto de Santos, após dobrar sua capacidade de exportação para 10 milhões de toneladas por ano, disse o presidente do Conselho de Administração da empresa nesta sexta-feira.

A Copersucar concluiu o investimento no mês passado, permitindo que a empresa receba cargas adicionais através de transporte ferroviário e rodoviário em uma área maior em Santos, maior porto de açúcar do Brasil, disse Luís Roberto Pogetti, em uma entrevista.

"Como nós enviamos o açúcar mais rápido, reduzimos os custos e tornamos a produção brasileira mais competitiva", afirmou Pogetti em uma entrevista nos bastidores de uma conferência de açúcar e etanol em Londres.

A Copersucar também acrescentou outro equipamento carregador de navios, elevando seu total para três, podendo receber navios maiores à medida que a colheita de cana prossegue no centro-sul do Brasil, maior região produtora e exportadora de açúcar do mundo, disse ele.

A empresa, que representa 47 usinas no Brasil, registrou uma receita de 4,1 bilhões de reais com a comercialização do açúcar e do etanol em 2012 e é responsável por 17 por cento do comércio marítimo mundial de açúcar.

A companhia espera ampliar seu volume comercializado de açúcar para 9 milhões de toneladas nesta temporada, contra 7,2 milhões na temporada passada.

O Brasil está se esforçando para ampliar sua infraestrutura, especialmente no setor de transportes, para acompanhar o rápido crescimento de suas exportações de grãos, açúcar e café.

Uma expansão limitada das estradas e da capacidade ferroviária nas últimas décadas criou um gargalo nos portos, dizem exportadores.

Pogetti disse que Santos não está atualmente lidando com obstruções graves, ao contrário de anos anteriores, quando longas filas de navios se formavam aguardando para carregar açúcar com a entrada da colheita.   Continuação...