Presidente de fundo RAG diz que investimento na ThyssenKrupp é possível

quarta-feira, 10 de julho de 2013 07:39 BRT
 

DUESSELDORF, Alemanha, 10 Jul (Reuters) - O fundo estatal alemão RAG pode comprar ações da ThyssenKrupp como parte de um possível aumento de capital na siderúrgica, disse o presidente do fundo a parlamentares regionais.

Os comentários de Werner Mueller, feitos durante um encontro com os parlamentares do partido de centro-esquerda alemão SPD em Duesseldorf nesta quarta-feira, elevou a chance de que acionistas estatais e legais alemães na maior siderúrgica do país sejam capazes de afastar qualquer aquisição externa se levantarem mais fundos.

A imprensa alemã tem especulado por meses que a ThyssenKrupp seria forçada a aumentar o seu capital social, diluindo a participação da Alfried Krupp von Bohlen und Halbach Foundation, ou Fundação Krupp, e torná-la potencialmente suscetível a uma aquisição.

Os comentários de Mueller confirmam o que uma fonte havia dito à Reuters no mês passado e abrem a porta para a Fundação Krupp e para o fundo, que controla a fabricante de produtos químicos Evonik, manter uma participação minoritária mas com poder de bloqueio na empresa.

Uma porta-voz do RAG confirmou que os estatutos do fundo, em princípio, permitem tais investimentos, mas também disse que não houve negociações com a ThyssenKrupp.

(Por Matthias Inverardi)