China gastou US$ 6,7 bi até agora em 2013 para sustentar emprego

segunda-feira, 15 de julho de 2013 09:46 BRT
 

PEQUIM, 15 Jul (Reuters) - O governo central da China alocou 41,3 bilhões de iuanes (6,7 bilhões de dólares) em recursos até agora neste ano para sustentar o crescimento do mercado de trabalho, informou o Ministério das Finanças nesta segunda-feira, 7 por cento a mais do que no mesmo período de 2012.

O emprego é um fator decisivo que molda o modo de pensar do governo, porque é crucial para a estabilidade social. A recente desaceleração no crescimento econômico vem levantando preocupações de que a taxa de desemprego pode aumentar, embora as autoridades chinesas e a maioria dos economistas acreditem que o mercado de trabalho da China ainda está resistindo relativamente bem.

A Agência Nacional de Estatísticas informou nesta segunda-feira que o mercado de trabalho permaneceu estável no primeiro semestre e que os novos postos de trabalho estão aumentando.

Em sua declaração, o Ministério das Finanças não deu detalhes sobre a maneira como o dinheiro foi usado ou o que especificamente o ministério está fazendo para sustentar o crescimento do mercado de trabalho.

No auge da crise financeira global em 2008 e 2009, um número estimado de 20 milhões de trabalhadores migrantes rurais perderam seus empregos, levando Pequim a anunciar um pacote de estímulo de 4 trilhões de iuanes para impulsionar a economia e prover empregos.

(Reportagem de Aileen Wang e Jonathan Standing)